Tirando as teias de aranha – Links, pra que te quero?

7 comentários

Opa! Aposto que vocês acharam que não me veriam aqui novamente. Pois saibam que tudo o que é bom, é como este abismo: Infinito! :D

Depois de muita correria pra adiantar alguns projetos – a maioria já está bem encaminhada, vocês terão boas notícias em breve – me lembrei que isso aqui existe, e pensei: puxa, preciso voltar a agitar essa joça! Tem tanta teia de aranha que minha amiga Anny Lucard teria uma crise histérica se visse (aracnofobia feelings). Mas sabe o que é legal? As visitas não diminuíram nada durante todo esse tempo sem posts!!! Blog bom é isso aí ;DDD

Como ainda não posso falar da maioria dos projetos, vou atualizar vocês sobre o que andou rolando nesse “hiato abismático”. Como é MUITA coisa, resolvi fazer um mega-post-de-divulgação-salada-mista e contar algumas coisas legais.

Começando com a má notícia, eu não fui selecionado para o Cursed City. O trabalho da editora Estronho nessa antologia em especial está muito bom. Deu vontadinha de ter minha foto lá nos cartazes dos participantes ó_ò

Mas não tem problema, pois aguardo pacientemente pelo Extraneus 3, no qual estou participando, assim como o Histórias Fantásticas 4. Sabem o que é mais engraçado? De todos os contos que escrevi para essas antologias, meu favorito ainda é o que fiz para Cursed City. Sei que ele tem vários problemas de ritmo, mas gostei tanto do clima que criei que ainda vou adaptá-lo para a minha série do Colégio Marista – Cronicas Sobrenaturais. Er… vai ser meio dificil ambientar o colégio no velho oeste. Mas sempre tem um jeito pra tudo na literatura fantástica ^^v

Eu vou participar disso o/

Tentei escrever algo para o Deus Ex Machina – Anjos e Demonios, mas não… steampunk não está na minha veia. Até gosto, mas não manjo nada das convenções do gênero e não tive tempo de pesquisar. E os VII Demonios… até escrevi algo, mas também não é muito minha praia. O que quero participar MESMO é da antologia do Circo do Capeta. Sim, eu curto MUITO esse tipo de história. Acho Psycho Circus o melhor album do Kiss, It um dos melhores livros do King e Last Tamptation uma das… bem, uma boa HQ do Neil Gaiman.

You're in the psyyyyy...

Também fiz um conto para a antologia Eu Acredito – Fadas e Duendes. É, é uma antologia aparentemente toda purpurinada e glamurosa. Mas aposto que os contos serão bem bizarros e interessantes. Minhas fadas, por exemplo, não são lá muito boazinhas. A propósito, foi uma coinscidencia danada! O conto que foi selecionado para o Histórias Fantásticas 4 é justamente sobre fadas! Se eu for selecionado para Eu Acredito, escreverei um LIVRO sobre o tema hauhaua

Mentira.

Ou não.

Bem, outra coisa legal que tá rolando é o concurso Páscoa Fantástica da Rádio Digital Rio. Lá você concorre a uma edição do livro O Desejo de Lilith de Ademir Pascale, (Editora Draco) e ao pacote da Infinitum – uma edição da revista Quadrinize #0 e um ebook da reedição de Esfinge, de Coelho Neto. E por falar em Quadrinize, olha que legal o post que a Anny Lucard fez sobre a revista: Lendo e Aprendendo.

Ela também fez um post muito bom sobre Esfinge, onde, pra variar, solta o verbo sobre assuntos importantes sobre os quais as vezes conversamos: Redescobrindo a Literatura Fantástica Brasileira.


[Nota mental: agilizar meus textos para o blog da Anny. Tenho uma web novel pra escrever para lá e a sequencia da minha série de artigos sobre lendas e mitos sobre vampiros, senão eu nem consigo entrar para o volume 2 da antologia Sociedade das Sombras]

Ah, já ia me esquecendo! Saiu (finalmente) a antologia Lugares Distantes, organizada pela Infinitum. Olha só:

A Infinitum Libris apresenta Lugares Distantes, uma antologia de contos em ebook gratuíto, organizada por Daniel Cavalcante e Jonathan Cordeiro Cavaca.

Onde não há olhos para vigiar ou lei para punir, os instintos mais selvagens despertam. Casebres no meio do nada, sítios, florestas, comunidades isoladas e templos de seitas religiosas secretas – lugares esquecidos ou jamais vistos pela sociedade são o palco de atos inconcebíveis. Criaturas hediondas, espíritos, demônios, vampiros, seres de outro planeta e… o próprio Homem transformam este cenário deserto em um antro de brutalidade.

Treze corajosos (ou loucos) escritores invadiram esconderijos inóspitos, trazendo à luz o pior que pode acontecer quando não há nada nem ninguém para impedir. Em Lugares Distantes não haverá para onde o leitor fugir.

Repararam no grifo em “GRATUÍTO”? ;D

Bem, eu tenho muito que agradecer a umas pessoinhas especiais que ajudaram muito nesse projeto (que será o primeiro de muitos). Obrigado Capitão Jowfish, Jussara Gonzo e Willian Marinho pela paciencia. Vocês ajudaram em momentos críticos. Com certeza houveram erros (protejam-se dos trolls!!! <o>) mas a experiência valeu! Deuses e Psyvamp vem aí o/

E, claro, a série Elementais, com lançamento agendado para dia 30/04/2011 vai surpreender muita gente! Vocês não perdem por esperar.

Ps.: Tratem de clicar em todos esses links pq deu uma trabalheira danada montá-los u.ú

Anúncios

Deus ex machina – O estronho vapor demoníaco

6 comentários

Oh, não!

Você acaba de cair em um dos portais dimensionais mais perigosos do Abismo Infinito!

Ao que tudo indica, você está em uma caverna. É tudo um breu, mas o som da água gotejando pelas estalactites não deixam dúvidas.

Caminhe um pouco. Sem medo. Você não enxerga nada, mas ainda tem outros quatro sentidos para lhe orientar nesse buraco. Não se preocupe, sou um ótimo guia.

Agora vá um pouco para a direita! Ups!, isso foi cocô de morcego, hehehe… ok, não faço mais isso. Siga em frente. Ouça: conhece esse som? Não? Então continue caminhando.

Sente esse cheiro? Sim, isso mesmo, cheio de óleo, graxa e… sangue! Mas não tema, nada aqui lhe fará mal algum (eu acho). O som está mais audível, som de… de… engrenagens. Grandes e enferrujadas engrenagens, rangendo, resmungando, como se já estivessem fartas de executar desde a aurora dos tempos os mesmos movimentos sincronizados, monótonos, sem poder alterar o ritmo por estarem agarradas umas às outras, policiando umas as outras.

Estique suas mãos para a esquerda e sinta o aço potente, vibrante. A temperatura aumenta. Não avance. A partir daqui a coisa fica perigosa, meu amigo. A poucos metros à sua frente, pistões de aço comprimem e expelem um vapor capaz de derreter a pele do seu rosto. E talvez seja pra isso que servem, pois diante de todo esse maquinário a vapor que não deveria existir se postam seres de aura maligna, que te cercam com sorrisos demoníacos, portando espadas e erguendo suas asas negras no ar. Você pode senti-los, com um arrepio na espinha.

Demônios e vapor punk.

A boa notícia é que você ouve gritos de guerra vindo do alto. Luz dourada intensa rasga os céus e atinge o local, te cegando. Os anjos travam uma batalha com as criaturas das trevas.

Esse é o cenário da nova antologia da Editora Estronho, “Deus ex machina: anjos e demônios da era do vapor”. Se não tiver medo, você pode entrar na máquina e fazer parte dessa guerra.

O Abismo Infinito lhe trouxe até aqui. Agora é com você. Fique com o “estronho” mundo Steampunk das Trevas ò_ó

Deus ex machina: anjos e demônios da era do vapor

Deus ex machina - Anjos e Demonios

Deus ex machina - Anjos e Demonios (capa)

Os calendários são simplesmente ignorados por aqueles que combatem pelo bem ou pelo mal, numa guerra sem vencedores. As grandes batalhas distribuem louros entre os dois lados, em uma dança milimétrica da balança. Mas esse equilíbrio esteve ameaçado em uma época em que a elegância do vestuário das senhoras e cavalheiros convivia, não sem uma ponta de contradição, com o peso e a estranheza dos acessórios e equipamentos utilizados por uma civilização que começava a descobrir as maravilhas da tecnologia.

Anjos e demônios escolheram aquele tempo, utilizando-se de todos os artifícios armamentos e equipamentos possíveis, e encenaram algumas das mais terríveis batalhas de que a humanidade já presenciou. De conflitos e duelos isolados a confrontos sangrentos entre os exércitos das trevas e da luz.

Essa é a proposta de Deus ex machina: anjos e demônios da era do vaporLeia o regulamento e envie seu conto. Entre em uma das batalhas e participe dessa elegante guerra entre os bem e o mal.

Com organização de Cândido Ruiz, Tatiana Ruiz e M. D. Amado. Autor Convidado: Romeu Martins. Prefácio de Bruno Accioly

Deus ex machina - Anjos e Demonios

Deus ex machina - Anjos e Demonios (contracapa)

FICHA TÉCNICA

  • Antologia de Contos
  • Capa e Diagramação: M. D. Amado
  • Formato: 14 x 21cm
  • Capa em papel cartão 250g, laminação fosca, orelhas 6cm
  • Miolo em papel pólen bold 90g

Debute Literário

7 comentários

Fui selecionado para participar de uma antologia da promissora editora Estronho e terei meu debute literário em uma coleção de respeito. Confesso que quando vi a lista dos escolhidos fiquei surpreso. Eu não esperava mesmo por isso. E ainda meu nome apareceu errado, então fiquei na dúvida, roendo as unhas durante dois dias, pra só então descobrir que eu já havia recebido um e-mail de confirmação. O hotmail havia mandado para a caixa de spam.

O Extraneus é uma série de antologias de contos de literatura fantástica. O volume 3, do qual estou participando, se chama “Em Nome de Deus”, e segue a seguinte premissa:

Capa do livro Extraneus

O que o homem – ou quem sabe até outros seres – são capazes de fazer em nome de uma religião ou seita? A que deus eles atribuem suas loucuras? Quais são as justificativas – se é que elas existem – para a incoerência entre a fé e  os atos, muitas insanos e repugnantes? Por que diabos eles matam em nome de um deus? Reze por sua alma… reze pelos seus pecados… reze… Isso tudo adianta? Os autores convidados e os interessados em participar estão tentando responder a essas e muitas outras perguntas. E m breve o resultado da seleção do volume 3 estará disponível aqui no site. Prefácio de Alessandro Reiffer que junto com os autores convidados, esperam por companhia para rezar com você… ou não.

Os selecionados foram: Adriana Pueblo, Bethânia Amaro, Bruno R. R. Santos, Celly Borges, Daniel Cavalcante ( o/ ), Fernando Salvaterra, Leonilson Lopes, Lino França Jr. , Luciano Alencar, Marcelo Augusto Claro, Monique Rodrigues e Sheilla Liz.

A medida que as novidades sobre a publicação forem divulgadas pela editora, postarei aqui.

Não é por isso que já estou me achando escritor profissional. Nada disso. Ainda há um longo caminho a percorrer. Mas a estréia é especial, né? Então vou tratá-la como tal.

%d bloggers like this: