Dirigido por Jeong Yoon-chul, o filme sul-coreano de 2008 é tão brilhante quanto desconhecido. Soo-jung é uma jornalista estressada e cansada do convívio com as pessoas, prestes a abandonar o emprego e a vida na cidade grande e ir para a África, quando é salva simultaneamente de um atropelamento e um roubo. Seu salvador? Um homem que alega ser o Superman.

O “Superman” está sempre ajudando as pessoas, desde ajudar os idosos a atravessar a rua a capturar criminosos. Sua missão é “salvar o mundo e mudar o futuro”. A jornalista decide então acompanhá-lo em seu dia-a-dia para fazer um documentário a seu respeito e acabam por se tornar amigos. Apesar de Soo-jung não se importar com os outros, o “Superman” tenta ensiná-la que os “vilões” fazem com que as pessoas se esqueçam de quem são e não ajudem mais uns aos outros.

Ao tentar ajudá-lo, por causa de consantes convulsões, Soo-jung acaba por descobrir a “origem” do herói e a verdade sobre a “kryptonita” em sua cabeça.

O filme, uma sensível comédia dramática, trás uma linguagem poética que muitas vezes engana o expectador que, em algumas cenas, fica se perguntando se aquilo realmente aconteceu ou não, até que a próxima tomada esclarece tudo. O desempenho dos atores, a trilha sonora, a fotografia e a mensagem da produção são todos de alto níveis. Aparentemente baseado em fatos reais.

Trailer Oficial

Indispensável.

Baixe O Homem que era o Super-homem em torrent.

Advertisements