Criticas e Quadrinhos

Críticas! Palavra que causa arrepios.

Quem é o autor, seja de quadrinhos, música, contos, romance ou o que quer que seja, que nunca teve que enfrentá-las? Qual artista nunca teve aquele friozinho na barriga ao ter sua obra avaliada por alguem mais experiente ou um profissional respeitado? E quem nunca teve que amargar a decepção de ter seu trabalho duramente criticado nessas situações?

Críticas são naturais e fazem parte do processo de aprendizado. Mas o efeito que ela causa sobre você depende principalmente de como você a recebe. Se você encara uma crítica como “destrutiva” ou “arrogante” ou ainda como “inveja” e “uma tentativa do crítico aparecer”, provavelmente ela de nada servirá e você continuará cometendo os erros apontados. Mas se você engolir o orgulho, que normalmente é o que cega o autor diante das críticas e considerar tudo o que lhe é dito, você aumenta e muito as chances de evoluir rapidamente seu trabalho.

Não importa como as críticas chegaram a você. Não importa se você foi ofendido ou não. Ouça o que o outro tem a dizer porque, ainda que não pareça, criticar é um serviço. E é feito de graça. É alguém compartilhando conhecimento e experiência com você, então não desperdice isso por causa do seu ego.

O ego dos autores normalmente é muito sensivel, principalmente dos iniciantes. Mas entenda que ao escolher se tornar uma pessoa pública, ainda mais na internet, onde quase tudo é interação imediata, você está sujeito a todo tipo de críticas, assim como elogios.

Aqui vão algumas dicas para aproveitar o máximo as críticas:

– Não existem críticas construtivas ou negativas. Todas são válidas.

– Não se sinta ofendido pelo seu trabalho. A menos que a ofensa seja direcionada diretamente à sua pessoa, não há problema algum se alguém disser que sua obra é um “lixo”. Você mesmo diz isso de obras famosas, não diz? Quantos filmes não assistimos dizendo que é uma merd@? Insultar o trabalho NÃO é insultar o autor. E chamar o autor de incopetente não é uma ofensa. Ofensa é quando se ataca diretamente a índole da pessoa.

– Considere TUDO o que é dito, mesmo que você tenha certeza de que o crítico está errado. O autor normalmente tem dificuldades de enxergar os próprios erros. Por isso precisamos de outros para observar e analisar.

– Não peça para seus amigos e familiares criticarem a menos que vocês tenham o hábito de serem muito sinceros um com o outro a ponto de não terem medo de dizer nenhuma verdade.

– Quando você achar que o problema que foi alvo de críticas estiver solucionado, volte ao crítico que lhe apontou antes e mostre o resultado. Só assim para garantir que você realmente compreendeu o que ele quis dizer. Além disso, ele ficará feliz de ver que sua crítica rendeu bons frutos.

– Encare as críticas como uma ajuda. SEMPRE. Não tenha medo, seja humilde e vá em frente. Os autores de sucesso entendem muito bem disso.

Espero que com essas breves dicas você possa assumir uma postura de profissional diante das criticas e correções que certamente aparecerão.

Passe essa idéia adiante.

#partiu

Twitta, vai

Twitte-isto-quadrinho